ESTUDO DA FGV ANALISA DECISÃO DO MIX DE PRODUÇÃO PELAS EMPRESAS

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) acaba de disponibilizar online a dissertação de mestrado “Análise empírica sobre os determinantes da decisão de produção de açúcar e etanol na agroindústria canavieira paulista”. Nela, a autora, Mariana Regina Zechin, investiga e consolida os fatores que influenciam a estratégia de mix de produção das empresas, com base em informações de 119 unidades produtoras de ambas as commodities em atividade entre as safras 2010/2011 a 2018/2019 no estado de São Paulo.

“Os resultados indicaram que embora os preços desses produtos sejam os principais determinantes da decisão de produção das usinas, eles não são os únicos. Variáveis de ordem técnica, como a qualidade da matéria-prima, a capacidade de produção, os dias em safra, a capacidade produtiva, e o aproveitamento de moagem também influenciam a decisão das empresas quanto ao uso da cana-de-açúcar e restringem essa possibilidade de escolha”, afirma Zechin.

O estudo se justifica pela escassez de pesquisas sobre a flexibilidade dos produtores de cana brasileiros, em relação aos de outras localidades. O trabalho teve orientação de Angelo Costa Gurgel, atualmente Professor no Massachusetts Institute of Technology (MIT) e no Mestrado Profissional em Agronegócio da FGV, e de Luciano Rodrigues, Professor no mesmo Programa na FGV e economista-chefe da UNICA. A autora também integra o núcleo técnico da UNICA.

A pesquisa se mostra de grande importância ao evidenciar o diferencial do setor sucroenergético brasileiro frente aos concorrentes internacionais. Ademais, os resultados são úteis para todos que trabalham com os mercados de açúcar e etanol no Brasil e no mundo.


Fonte: UNICA

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3