SÃO PAULO RESPONDE POR 55% DA ÁREA PLANTADA DE CANA

São Paulo responde por 55% da área plantada no país e 60% da produção de açúcar do Brasil, com cerca de 18 milhões de toneladas. Na atual safra, deverá exportar quase 13 milhões de toneladas. Se fossemos um país, nosso estado seria o terceiro maior produtor do mundo e segundo maior exportador.

Grande parte das usinas paulistas de processamento de cana podem escolher produzir açúcar ou etanol. Na safra 2019/2020, 263 unidades processaram cana na região centro-sul, sendo que 8 unidades fabricam etanol de cana e de milho. Duas unidades com produção exclusiva de etanol de milho. As plantações paulistas têm alta produtividade por hectare. Isso deve-se, além da qualidade do solo e das condições climáticas favoráveis.

O etanol produzido a partir do milho representou 94% da fabricação do biocombustível na 2ª quinzena de janeiro, totalizando 95,37 milhões de litros no período, de acordo com dados do acompanhamento quinzenal da safra na Região Centro-Sul do dia 01/02, da União da Indústria de Cana de Açúcar (UNICA).

Como a quantidade de cana-de-açúcar processada pelas unidades no Centro-Sul somou apenas 86,80 mil toneladas nos primeiros quinze dias do mês, as produções de etanol de cana-de-açúcar e de açúcar foram residuais. A quantidade fabricada de açúcar atingiu 3,65 mil toneladas no período, enquanto o volume de etanol de cana-de-açúcar totalizou apenas 5,99 milhões de litros.

Com isso, o volume total de etanol produzido na quinzena alcançou 101,36 milhões de litros (94,26 milhões de litros de etanol hidratado e 7,10 milhões de litros de etanol anidro). Além da produção de etanol de milho e dos estoques nas usinas, a oferta do biocombustível na entressafra foi ampliada com a importação de 177,72 milhões de litros no mês de janeiro, de acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior. Deste total importado no mês, 95,76 milhões de litros foram registrados em portos do Centro-Sul.

Levantamento atualizado junto às empresas indica que nesta entressafra estão em operação na região Centro-Sul 2 unidades processadoras de cana-de-açúcar e outras 10 unidades produtoras de etanol a partir do milho, sendo 3 dedicadas exclusivamente a esta matéria-prima. No acumulado desde o início da safra 2019/2020 até 31 de janeiro, a moagem atingiu 578,81 milhões de toneladas, crescimento de 2,69% sobre o valor observado em igual período do ciclo anterior (563,63 milhões de toneladas).

A produção acumulada de açúcar somou 26,48 milhões de toneladas, contra 26,36 milhões de toneladas em idêntico período do ciclo passado. O volume de etanol, por sua vez, totalizou 32,30 bilhões de litros, dos quais 9,88 bilhões de litros de etanol anidro e 22,42 bilhões de litros de etanol hidratado. Desse total, a produção de etanol de milho somou 1,24 bilhão de litros, com aumento de 101,70% sobre o volume apurado no mesmo período da última safra.

Fonte: Climatempo - Portal Terra

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3