REMOÇÃO DA PALHA DA CANA-DE-AÇÚCAR PODE AUMENTAR NECESSIDADE DE FERTILIZANTE

O professor Mauricio Cherubim, do Departamento de Ciência do Solo da Escola de Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), da Univesidade de São Paulo (USP), falou ao Brasil Rural sobre a remoção da palha da cana-de-açúcar que poderá dobrar a demanda de fertilizantes para repor nutrientes no solo no Brasil.

Cherubim explicou que a planta é um grande transformador, porque ela retira do ar o carbono, do solo os nutriente e a água e acumula em sua biomassa.

A palha acumula uma série de nutrientes. Quando é removida, esses nutrientes se perdem. O ideal é que permaneça no solo para dar continuidade ao ciclo.

A ideia da pesquisa é alertar a cadeia produtiva sobre a ausência das palhas no solo, que pode aumentar a necessidade de fertilizantes.

"Talvez havia essa impressão de que a palha era um resíduo.

Em estudos feitos no exterior, a tradução literal é que a palha era um lixo e é muito longe disso, é extremamente importante", afirmou.

Fonte: EBC - programa Brasil Rural

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3