Aumento de impostos nos combustíveis encarece custo de produção da próxima safra

O reajuste das alíquotas do PIS/Cofins sobre os combustíveis vai encarecer os custos de produção da próxima grande safra de grãos, que começa a ser plantada no próximo mês. O diagnóstico foi feito por Henrique Mazotini, presidente da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav), durante evento organizado pela entidade, que se encerrou nesta quarta-feira (16) em São Paulo (SP).

O dirigente explica que o aumento de impostos acarretará em alta dos fretes justamente no período de pico de entrega dos insumos agrícolas nas fazendas.

"Muitos insumos foram adquiridos antecipadamente pelos produtores rurais, mas o grosso das entregas acontece a partir de agora, e com o transporte mais caro, a despesa também vai ficar maior para o produtor", ressalta.

Mazotini pontua também que, devido ao aperto do crédito rural oficial nos últimos anos, o setor de insumos assumiu papel relevante de financiador da safra, especialmente por meio de operações de barter [troca de defensivos, fertilizantes, sementes pela produção com a intermediação de uma trading]. Hoje, segundo o dirigente, aproximadamente 30% dos recursos utilizados para o plantio são provenientes do setor de insumos. "Não é o nosso negócio central, mas o mercado, a realidade nos levou a este cenário."


Fonte: Datagro

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3