Cientistas descobrem nova ferrugem em cana-de-açúcar

Com características diferentes de outras ferrugens da cultura, até onde se saiba, ela está restrita a África do Sul, pelo menos por enquanto

A cana-de-açúcar é um dos principais produtos da agricultura brasileira e, entre os problemas fitossanitários da cultura, estão as ferrugens causadas pelos fungos Puccinia melanocephala e Puccinia kuhenii, esta última é originária do continente asiático e detectada recentemente no Brasil.
De acordo com informações da Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), o trânsito internacional de pessoas e de mercadorias que vem crescendo a cada ano, bem como a dispersão global através de massas de ar podem ter contribuído para essa invasão. Considerando esses movimentos globais de pragas e a importância da cultura para o Brasil, é importante que se exerça uma vigilância permanente quanto a possíveis novos eventos de invasão.
Descoberta australiana
Em janeiro de 2017, a revista Australasian Plant Pathology publicou a descrição de Macruropyxis fulva, um fungo causador de ferrugem em cana-de-açúcar. As amostras foram originárias do sul do continente africano e consistiram de folhas apresentando sintomas de ferrugem em ambas as faces, com características diferentes de outras ferrugens da cultura.

Análises moleculares comparativas com outras espécies de fungos confirmaram que se tratava de uma nova espécie. Além de cana-de-açúcar, Macruropyxis fulva foi relatada também desenvolvendo-se na gramínea Miscanthus ecklonii. Até onde se saiba, ela está restrita a Swaizilândia e África do Sul, pelo menos por enquanto.


Fonte: SF Agro

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3