Redução de custos

No processo produtivo canavieiro, vários são os pontos que podem ser atacados visando ao aprimoramento e às melhorias que levam a significativos ganhos de produtividade e redução de custos. Entretanto, duas questões são primordiais: um bom diagnóstico dos problemas e quais os gargalos a serem priorizados. A partir do preparo de solo, com adoção de novas técnicas e modernos equipamentos, a redução dos custos operacionais podem superar a margem de 50%.


Um exemplo disso é o PMS90, um implemento agrícola que realiza, em apenas uma operação, o equivalente a quatro ações convencionais (subsolagem e gradagens intermediária, pesada e leve). Esta será uma das novidades apresentadas durante o 15º Seminário Sobre Produtividade e Redução de Custos na Cultura da Cana-de-açúcar, que acontecerá nos dias 31 de novembro e 1º de dezembro, no Centro de Convenções de Ribeirão Preto.

De acordo com o engenheiro agrônomo Dib Nunes, presidente do Grupo IDEA, organizador do evento, o plantio é outro ponto que merecerá atenção. O volume de mudas gera gastos excessivos nesta etapa do processo e pode ser minimizado em até cinco toneladas por hectare se o produtor adotar equipamentos aperfeiçoados ou o sistema de Meiosi no plantio intercalado das mudas. “Com esse método, as mudas são feitas em local próximo ao plantio, resultando em plantas de excelente sanidade e queda em torno de 25% nos custos”, orienta Dib.


Fonte: Portal Revide

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3