PIB do agronegócio no Estado cresce a 4,69% no semestre

Mesmo com o cenário econômico negativo no País, o agronegócio de Minas Gerais continua apresentando crescimento. Em junho foi observada evolução de 0,97% no Produto Interno Bruto (PIB), o que elevou para 4,69% o índice de crescimento acumulado entre janeiro e junho de 2016.

Considerando os preços de junho, o PIB do agronegócio mineiro em 2016 está estimado em R$ 196,45 bilhões. A alta se deve ao setor agrícola, que acumulou elevação de 10,32% no primeiro semestre, puxado pelo bom desempenho das culturas do café, soja e milho. Já a pecuária recuou 0,81% no período.

Do valor do PIB do agronegócio projetado para este ano em Minas Gerais, R$ 102,27 bilhões ou 52,06% devem resultar da atividade agrícola e R$ 94,18 bilhões ou 47,94% do ramo pecuário. Os dados foram estimados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) e divulgados pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa).

Para o superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, as expectativas são positivas para o setor agropecuário em 2016.

De acordo com os dados levantados pelo Cepea, no setor agrícola foi registrada alta de 1,69% em junho. Esse resultado foi reflexo do aumento observado em todos os segmentos: primário (2,76%), serviços (1,62%), indústria (1,26%) e insumos (0,87%). A alta de 10,32% no primeiro semestre foi impulsionada pelos resultados positivos verificados em todos os segmentos, com destaque para o primário, que cresceu 12,11%, e serviços, com elevação de 9,9%.

Albanez destaca que os principais produtos do agronegócio mineiro mantiveram os resultados em alta. “Observamos que vários produtos que têm grande peso no agronegócio estão com desempenho positivo, como o café, a soja, o milho, cana-de-açúcar e a batata, por exemplo”.

Dentro da porteira, no semestre, o café, principal produto do agronegócio estadual, apresentou alta de 20,42% no faturamento e produção 24% maior. No caso da soja, a alta no faturamento foi de 42,45%, com incremento na produção de 33,85% e aumento nos preços de 6,42%.

O faturamento da cana-de-açúcar, encerrou o período com incremento de 15,49% no faturamento.


Fonte: Diário do Comércio

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3