Menor moagem de cana no Brasil provoca alta nos preços do açúcar

De acordo com a análise do jornal Valor Econômico de hoje (16), a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) divulgou que a região processou 38,306 milhões de toneladas de cana na segunda quinzena de agosto, 19,3% abaixo do registrado no mesmo período da safra passada. Com isso, a produção de açúcar caiu 10,9% para 2,537 milhões de toneladas.
Ontem, em Nova York, a commodity subiu 35 pontos no vencimento outubro/16 e foi comercializada a 20,48 centavos de dólar por libra-peso. Nas outras telas, a alta oscilou entre 32 e 43 pontos.
Em Londres, o açúcar também registrou aumento. Na tela de outubro/16, a valorização foi de 14,20 dólares, com negócios firmados em US$ 553,70 a tonelada. Nos outros lotes, os preços subiram entre 7,10 e 9,60 dólares.
Mercado doméstico
Em São Paulo, os preços do açúcar tipo cristal voltaram a subir ontem. De acordo com os índices do Cepea/Esalq, da USP, houve uma alta de 0,41% no comparativo com a véspera, cotado a R$ 86,18 a saca de 50 quilos.
Etanol hidratado
O etanol hidratado, medido pela Esalq/BVMF, seguiu valorizado. O metro cúbico do biocombustível foi negociado a R$ 1.582,00, alta de 1,38% no comparativo com os preços praticados na quarta-feira (14).


Fonte: Agência UDOP de Notícias

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3