Novos negócios com biomassa de cana

Está se consolidando no Brasil o uso de Biomassa para produção de diversos produtos com elevado valor agregado. Após a COP 21 de Paris, o mundo se comprometeu a substituir as fontes de energia poluentes por fontes limpas e renováveis. A biomassa de cana que já é utilizada na forma de bagaço e de palha que sobra no campo, ganhou destaque nas unidades sucroalcooleiras se transformando em matéria prima nobre para bio-eletricidade.
Agora surgem excelentes novas opções para faturamento com a Biomassa de Cana, seja para produção de Pellets, briquetes ou concentrados de Biomassa, que podem render bons dividendos aos produtores de cana. Estes produtos tiveram grande valorização nos últimos anos facilitado pela simplicidade de sua tecnologia de produção e busca por fontes de energias limpas e renováveis. Novos mercados estão sendo descobertos para Pellets, por exemplo, o Grupo Raízen firmou parceria com a Sumitomo para produzir anualmente 140 mil toneladas do produto e exportar para o Japão.

Este é um mercado de mais de 5 milhões de toneladas que está cada vez mais interessado em adquirir produtos de biomassa para substituir o combustível fóssil poluente e a caríssima energia elétrica em países onde o inverno é mais rigoroso.

Fonte: Grupo IDEA

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3