UNICA pede ao EPA maior apoio aos biocombustíveis renováveis avançados

A União da Industria da Cana de Açúcar (UNICA) submeteu nesta segunda-feira (11/07) comentários sobre a proposta dos volumes do Padrão De Biocombustíveis Renováveis (RFS) de 2017 da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA). Também foi emitido o seguinte comunicado assinado pela presidente da UNICA, Elizabeth Farina:
“Os produtores de etanol de cana-de-açúcar do Brasil reconhecem o importante, embora modesto, papel que eles desempenham em suprir os EUA com um biocombustível renovável, limpo e de baixo carbono. Nos últimos quatro anos, cerca de 4,5 bilhões de litros de etanol brasileiro encheram os tanques dos carros americanos. Durante esse período, nosso etanol representou apenas 2% de todos os biocombustíveis renováveis consumidos nos EUA, mas forneceu cerca de 10% de toda oferta americana de biocombustível avançado.
Nossos comentários oficiais à EPA deixam claro que, com as condições adequadas de mercado, o Brasil tem capacidade de oferecer aos EUA volumes significativamente maiores do que os 750 milhões de litros de etanol avançado que a Agência prevê em sua proposta de 2017.
A EPA tem a capacidade de estimular o mercado de biocombustível avançado. Solicitamos à Agencia que mantenha um volume de avançado o mais próximo possível dos valores originais do Programa, e que tome providências para encorajar a produção e a importação de biocombustíveis renováveis de baixo carbono em vez de desestimular esses biocombustíveis reduzindo sua demanda.”


Fonte: UNICA

Rua Caraguatatuba, 4.000 Bloco 2 / CEP 14078-548 / JD Joquei Clube / Ribeirão Preto / SP

16 3626-0029 / 3626-0241 / contato@assovale.com.br

Criação de sites GS3